Estudos Sociais

Estudos Sociais

Coordenador: Nelson Pestana

Relatório Social

Este projecto visa uma abordagem da questão social angolana, nas suas diferentes vertentes. Um dos resultados do projecto é a elaboração de Relatórios Sociais de Angola. Os relatórios, que são anuais, apresentam um capítulo para cada grande tema abordado. A elaboração do Relatório Social de Angola 2013 vai procurar melhorar os níveis de informação e de análise dos capítulos habituais e fazer a introdução de novos temas, procurando proporcionar aos órgãos do Estado, ONGs, universidades, administração local e demais actores sociais que o consomem um quadro social de referência. Vai-se também procurar a articulação e incorporação, nos capítulos do relatório social, dos resultados dos projectos CEIC-CMI nos domínios da descentralização e autarquias e do funcionamento do Estado e do espaço público. 

A Pobreza no Meio Rural

O projecto sobre a Pobreza no Meio Rural vai concluir os trabalhos referentes ao anterior ano, em relação às províncias da Huíla e do Uíge, com a publicação dos respectivos working papers.
O ano de 2014 será marcado pela sua extensão às províncias da Lunda-Norte e do Cunene, respectivamente, no fim do primeiro semestre e no segundo, dependente da captação de recursos financeiros que já foram solicitados à NCA. Este projecto vai também permitir o alargamento da parceria do CEIC ao CICA (Conselho das Igrejas Cristãs de Angola) e para além das acções relacionadas com a pesquisa de terreno e da mesa redonda sobre a pobreza no meio rural, como foi feito nas três anteriores províncias (Huambo, Huíla e Uíge) vai também associar um seminário de formação para empoderamento de inquiridores locais que versará sobre questões de organização, de metodologia de recolha de informação e de conhecimento específico para a advocacia social.

História Social do Trabalho em Angola

Este projecto visa estudar a evolução das formas de trabalho, em Angola, a partir de fontes primárias que resultaram da constituição da base de dados existente, tendo como ponto de referência inicial o Decreto de Sá da Bandeira, em 1836, quando se propõe transformar a colonia de Angola, de um entreposto comercial, colónia de exploração, numa colónia de povoamento e desenvolvimento, mudando radicalmente o modo de produção, assente no tráfico de escravos.

A pós-colonialidade em Angola

Este projecto visa estudar o discurso sobre a pós-colonialidade em Angola e desenvolve-se no quadro da parceria do CEIC com o centro de pesquisa de Bordeaux, “Les Afriques dans le Monde”, como forma de materialização, no capítulo da pesquisa, do acordo de cooperação existente, subvencionado pelos Serviços de Cooperação e Acção Cultural da Embaixada de França em Luanda.

[Ver publicações]