Programas e projectos

Do CEIC

O CEIC desenvolve uma série de projectos e programas de pesquisa próprios no âmbito da sua actividade de investigação científica.
Programa de actividades para 2014
Cronograma de Projectos 2014

Cooperação com o Chr. Michelsen Institute (CMI)

Em Junho de 2008, foi assinado, na Noruega, o Programa de Pesquisa CEIC-CMI, uma parceria financiada pela Embaixada da Noruega em Angola. Sua primeira etapa (2008-2010) lançou as bases para a segunda etapa, actualmente em curso (2010-2014).

O programa consiste em uma cooperação directa entre pesquisadores angolanos e noruegueses e busca enfrentar desafios sociais, políticos e económicos no contexto angolano. O principal objectivo da parceria CEIC-CMI é a realização de trabalhos conjuntos para ampliar o conhecimento e as investigações de políticas em Angola.

A cooperação tem como foco a análise do desenvolvimento económico e político em Angola, estando especialmente voltada ao desenvolvimento de novas ferramentas e de novos dados sobre o desenvolvimento económico, assim como questões relacionadas com a governação e a democracia.

Almejamos que:

I) As actividades de investigação do CEIC & CMI e seus outputs sobre a sociedade, a política e a economia angolanas venham a expandir os conhecimentos baseados em investigação em Angola e na Noruega e que as instituições parceiras aumentem a produção de investigação reconhecida internacionalmente.

II) Grupos-alvo e utilizadores possam acessar os resultados das investigações, julgá-los relevantes e úteis e sentir-se desafiados a debater as políticas de desenvolvimento de Angola (assim como as relações Angola-Noruega). 

III) As capacidades administrativas e de gestão do CEIC estejam fortalecidas o suficiente para cumprir a sua missão.

Angola apresenta uma grande diversidade natural e cultural. O país dispõe de recursos naturais expressivos no contexto africano, tendo experimentado, a partir de 2002, uma aceleração do seu crescimento económico. Entretanto, a maioria dos angolanos não tem tido a oportunidade de desfrutar dos benefícios decorrentes desse crescimento. Mais de uma década depois do fim da guerra civil, os indicadores de desenvolvimento humano angolanos ainda são persistentemente baixos. Informações disponíveis indicam que as taxas de mortalidade materna e as estatísticas de saúde materno-infantil permanecem entre as piores do mundo. A pobreza e o complexo de problemas a ela relacionado são gerais e a grande desigualdade é um traço crónico das características sociais e da aparência do país. Imagens da “maldição dos recursos naturais” ou do “paradoxo da abundância” são frequentemente invocadas ao se descrever Angola.

CEIC-CMI 2011-2014

CEIC-CMI 2008-2010

Cooperação com a OSISA

A Open Society Angola (OSISA) tem financiado projectos de pesquisa, publicações e realização de conferências do CEIC desde 2007.

Projectos financiados pela OSISA

Cooperação com a Statoil

A Statoil financia o PROGRAMA DE DISSEMINAÇÃO DOS VALORES DE ÉTICA NA FUNÇÃO PÚBLICA, NAS EMPRESAS E NOS NEGÓCIOS (2016-2017) que resultou na publicação do livro Compêndio de Ética, Função Pública, Empresas e Negócios.

Resumo do Projecto

Depois da Universidade Católica de Angola (UCAN) ter introduzido a ética como matéria dos seus planos curriculares, o CEIC lançou um projecto de disseminação dos valores de ética, nomeadamente no meio universitário angolano. Esse projecto teve o apoio financeiro da STATOIL e começou com a elaboração e impressão de três manuais com a finalidade de contribuir para a transmissão de valores de transparência e boa governação aos estudantes da UCAN, a quem foram distribuídos gratuitamente os referidos manuais.

Mais tarde, a STATOIL, reconhecendo a tradição da UCAN na divulgação dos valores da ética e boa governação, através de vários eventos públicos que realizava, mostrou-se disponível a apoiar um programa de disseminação desses valores e dos manuais por outras universidades e para um público mais vasto.

Neste sentido, o CEIC apresentou uma proposta de programa que uma vez aceite pela STATOIL, deu lugar à assinatura de um contrato entre as duas instituições e ao início desse programa. A frutuosa cooperação na realização de palestras e disseminação desses manuais, em diversas universidades angolanas, levou a reelaboração e ampliação temporal e de público-alvo do programa de disseminação de valores de ética.

As linhas de força do novo programa (2016-2017) são a elaboração de um novo manual que resumiu e concentrou os grandes temas dos três primeiros manuais, a promoção de um programa radiofónico mensal, produzido pelo CEIC com o apoio técnico do Gabinete de Comunicação e Imagem da UCAN e transmitido pela Rádio Ecclesia de Angola (FM 97,5), o estabelecimento de um plano de advocacia social a favor da introdução da disciplina de Ética nas universidades do país, o alargamento das palestras às principais capitais do país que são também os centros urbanos de maior densidade populacional e de maior importância económica e académica, procurando, ter uma cobertura das várias regiões académicas de norte a sul: Luanda (Universidade Óscar Ribas (UÓR), Universidade Independente de Angola (UNIA), Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais (ISCPC), Instituto Superior se Ciências da Educação (ISCED), Universidade Católica de Angola (UCAN), Câmara do Comércio e Indústria de Angola (CCIA), Associação das Mulheres Empresárias de Luanda (AMEL), Instituto Superior de Ciências da Saúde de Angola (ISCISA), III Congresso Internacional dos Enfermeiros de Angola) Lubango Universidade Mandume Ndamufayo (UMN), Instituto Superior Politécnico da Tundavala (ISPT), Associação dos Produtores Agropecuários (APAP); Benguela (Instituto Superior Politécnico Piaget de Benguela, Instituto Superior Politécnico Católica de Benguela (ISPOCAB), Associação Industrial de Angola (AIA); Huambo (Universidade José Eduardo dos Santos (UJES); Sumbe (Instituto Nacional de Petróleos (INP); Uíge (Universidade Kimpa Vita (UKV).