Programas e projectos

Do CEIC

O CEIC desenvolve uma série de projectos e programas de pesquisa próprios no âmbito da sua actividade de investigação científica.
Programa de actividades para 2014
Cronograma de Projectos 2014

Cooperação com o Chr. Michelsen Institute (CMI)

Em Junho de 2008, foi assinado, na Noruega, o Programa de Pesquisa CEIC-CMI, uma parceria financiada pela Embaixada da Noruega em Angola. Sua primeira etapa (2008-2010) lançou as bases para a segunda etapa, actualmente em curso (2010-2014).

O programa consiste em uma cooperação directa entre pesquisadores angolanos e noruegueses e busca enfrentar desafios sociais, políticos e económicos no contexto angolano. O principal objectivo da parceria CEIC-CMI é a realização de trabalhos conjuntos para ampliar o conhecimento e as investigações de políticas em Angola.

A cooperação tem como foco a análise do desenvolvimento económico e político em Angola, estando especialmente voltada ao desenvolvimento de novas ferramentas e de novos dados sobre o desenvolvimento económico, assim como questões relacionadas com a governação e a democracia.

Almejamos que:

I) As actividades de investigação do CEIC & CMI e seus outputs sobre a sociedade, a política e a economia angolanas venham a expandir os conhecimentos baseados em investigação em Angola e na Noruega e que as instituições parceiras aumentem a produção de investigação reconhecida internacionalmente.

II) Grupos-alvo e utilizadores possam acessar os resultados das investigações, julgá-los relevantes e úteis e sentir-se desafiados a debater as políticas de desenvolvimento de Angola (assim como as relações Angola-Noruega). 

III) As capacidades administrativas e de gestão do CEIC estejam fortalecidas o suficiente para cumprir a sua missão.

Angola apresenta uma grande diversidade natural e cultural. O país dispõe de recursos naturais expressivos no contexto africano, tendo experimentado, a partir de 2002, uma aceleração do seu crescimento económico. Entretanto, a maioria dos angolanos não tem tido a oportunidade de desfrutar dos benefícios decorrentes desse crescimento. Mais de uma década depois do fim da guerra civil, os indicadores de desenvolvimento humano angolanos ainda são persistentemente baixos. Informações disponíveis indicam que as taxas de mortalidade materna e as estatísticas de saúde materno-infantil permanecem entre as piores do mundo. A pobreza e o complexo de problemas a ela relacionado são gerais e a grande desigualdade é um traço crónico das características sociais e da aparência do país. Imagens da “maldição dos recursos naturais” ou do “paradoxo da abundância” são frequentemente invocadas ao se descrever Angola.

CEIC-CMI 2011-2014

CEIC-CMI 2008-2010

Cooperação com a OSISA

A Open Society Angola (OSISA) tem financiado projectos de pesquisa, publicações e realização de conferências do CEIC desde 2007.

Projectos financiados pela OSISA